O Contexto do Sermão do Monte 1

O Sermão do Monte é considerado a essência do ensinamento de Jesus e da formação dos Seus seguidores para eles irem por todo o mundo com a Sua mensagem e na Sua força. Nesta lição aprendemos sobre o contexto da, provavelmente, mais conhecida e mal interpretada passagem da Bíblia. Jesus promete abençoar o discípulo que praticar as boas aventuranças…Ler mais

O Contexto do Sermão do Monte 2

“Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados.” O que isso significa? Às vezes, os crentes acham que é errado demonstrar tristeza. Deus quer usar nosso luto para nos ajudar a fazer as perguntas certas, a buscar as respostas de Deus e a aceitar a benção que Deus tem para nós. Um ministro do consolo é aquela pessoa que já sofreu e que ajuda outra pessoa que está sofrendo a encontrar consolo, porque o verdadeiro consolo é encontrado somente em Deus. O que é humildade? A humildade ou a mansidão é uma das atitudes mais confundidas e mal aplicadas.

Eu Não Posso, Mas Ele pode

Ter fome e sede de justiça é desejar com zelo conhecer o que é certo. O que você faz e como você age é importante para Deus. Somos chamados para fazer o que é certo – e não apenas o que é conveniente. Observamos um padrão nas bem-aventuranças. Elas vêm em pares. Nós choramos enquanto aprendemos a ser pobres em espírito, e quando nos tornamos mansos e humildes, temos fome e sede de justiça. A promessa é que seremos totalmente satisfeitos.

Ministros do Consolo

“Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia. Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus”. A palavra “misericórdia” significa “amor incondicional”. É o tipo de amor pelos outros que os discípulos devem ter para se tornar canais do amor de Deus. Quando somos misericordiosos, nossas motivações são frequentemente questionadas porque o amor incondicional é difícil de ser compreendido, principalmente por pessoas que jamais o viram antes. Quando amamos incondicionalmente, como Deus nos ama, nossas motivações são puras.

Receita para Descansar

Bem-aventurados os puros de coração. Jesus sabia que eles jamais poderiam ser Seus agentes de mudança se não tivessem um coração puro. A sétima bem-aventurança (Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus) fala da missão daqueles que são parte da solução de Deus. A humanidade está alienada de Deus. A única solução é Deus usar os Seus discípulos para ajudar outras pessoas a se reconciliar com Ele. Ele também nos ajuda a encontrar reconciliação em nossos próprios relacionamentos e nos usa para ajudar outras pessoas a encontrar reconciliação em seus relacionamentos.

Justiça Excepcional

A humanidade está alienada de Deus. Se fomos reconciliados com Deus, nosso relacionamento com Ele foi refeito e Deus nos usará para ajudar outras pessoas a se reconciliar com Ele. “Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus”. Existe uma razão para a bem-aventurança dos pacificadores ser seguida pela bem-aventurança da perseguição. Aqueles que se tornam ministros da reconciliação muitas vezes sofrem, podem até perder suas vidas, porque se identificaram com Jesus Cristo.

Canais de Amor

As bem-aventuranças são a essência do Sermão do Monte. Elas retratam o caráter divino que pode mudar o mundo. Em seguida, Jesus faz comentários e aplicações ensinando o papel dos Seus seguidores na transformação da cultura e da sociedade na qual vivem. Quando os discípulos com as atitudes de Jesus são “misturados com” as pessoas do mundo, tornam-se como o sal sobre a carne; a influência deles impede o mundo de total corrupção e se tornam um instrumento precioso usado por Jesus.

O Coração Cateterizado

As bem-aventuranças são a essência do Sermão do Monte. Elas retratam o caráter divino que pode mudar o mundo. Em seguida, Jesus faz comentários e aplicações ensinando o papel dos Seus seguidores na transformação da cultura e da sociedade na qual vivem. Quando os discípulos com as atitudes de Jesus são “misturados com” as pessoas do mundo, tornam-se como o sal sobre a carne; a influência deles impede o mundo de total corrupção e se tornam um instrumento precioso usado por Jesus.

Ministros da Reconciliação

Verdadeiros discípulos não se escondem e Jesus os usa para revolucionar a cultura. Seus seguidores são como a cidade sobre o monte ou como a luz da candeia. Os cristãos são a única fonte de luz para uma multidão de vidas nas trevas. Se Seus discípulos não cumprirem o seu papel de sal e luz, ninguém mais o fará. Os discípulos são enviados ao mundo como a solução de Deus para brilhar para todos verem.

Pacificadores Perseguidos

Muitas pessoas acham que Jesus contradiz o Velho Testamento, mas Ele estava apenas confrontando o ensino dos líderes religiosos. Ele estava dizendo aos Seus discípulos: “Tudo o que Eu ensino a vocês está na Palavra Deus, mas o que ensino vai diretamente de encontro com o que os seus líderes religiosos ensinam”. Jesus explicou a diferença entre a letra da lei e o espírito da lei. Ele ensinou que a Lei era para ser interna, não apenas externa.

Promesas, Promesas

Jesus ensinou que é crítico para os crentes cultivar e manter relacionamentos fortes e de amor. Aqueles que têm a atitude de misericórdia de Jesus devem demonstrá-la; se isso não acontecer, a adoração pessoal dessas pessoas será afetada. Devemos nos certificar que não estamos alienados de ninguém a quem Jesus chama de nosso “irmão”. A raiva e o sentimento de desprezo em relação aos nossos irmãos e irmãs devem ser conciliados se quisermos ter um relacionamento com eles que seja agradável a Deus.

CADASTRAR E-MAIL

Access updates, news, Biblical teaching and inspirational messaging from the world's most powerful Christian voices.

Thank you for signing up to receive updates from TWR360.

Falta informação requerida